segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Compras: Creme hidratante da Éh


Na sexta-feira comprei um novo hidratante para corpo, da marca Éh. Fiquei extremamente feliz com essa aquisição, e explicarei aqui o motivo: a Éh é uma marca nova de cosméticos que (na minha opinião) apresenta uma ideia meio que revolucionária. Essa empresa não realiza testes em animais para seus produtos, além de também só fazer uso de ingredientes de origem vegetal. Coisas de origem animal não são usadas e, assim, pode-se dizer que é uma das marcas que melhor atende ao público vegano.

Sou uma semi-vegetariana esquisita, porque me preocupo mais com os produtos que uso e em, por exemplo, evitar artigos de couro, do que em comer peixe.

Acrescento ainda que, no ramo dos cosméticos, é extremamente difícil averiguar quais marcas fazem realmente testes em animais ou não (falarei mais sobre isso em outra postagem). E mesmo as que não fazem não costumam ter o cuidado de não usar produtos que venham de animais. Caso você tenha se interessado em verificar se seu produto testa ou não em animais, há na embalagem o aviso, na parte de trás, dentre aquelas letras miúdas chatas. Minha prática diz que as letras sempre estão em caps lock/caixa alta.

Gostaria de poder falar com maior precisão quais marcas realmente não testam em animais, no entanto mandei e-mails para a Avon, Natura, Unilever (dona da Seda) e Vizcaya, recebendo de todas a resposta de que não testam em animais. Mas, claro, depois de um tempo notei tamanha ingenuidade era fazer isso. Nenhuma marca vai assumir que faz testes in vivo... Enfim, foi por causa de tudo isso que fiquei realmente animada quando encontrei essa marca! ^_^

Agora que já expliquei tudo que podia, vamos falar do hidratante!



Como falei, é 100% de origem vegetal e não testado em animais. Ele tem um cheiro muito gostoso e forte, de Flor do Himalaia e Lótus. Infelizmente, em uma contagem, ele tem mais pontos fracos que pontos fortes (os quais se resumem ao cheiro, ao fato de ser ético e a textura macia que facilita o espalhamento): ele hidrata bem, mas nada surpreendente; o preço não é muito bom (segundo minha pesquisa, de R$20,00 a R$25,00) e o esquema de saída do creme não é muito bom, porque a gente aperta e não sai. Mas, ao apertar com mais força, sai uma boa quantidade de uma vez só.

Quanto ao lado hidratante dele, não sei se minha opinião é muito confiável, porque estou há muito tempo lidando apenas com aqueles hidratantes específicos para pés (que todas sabemos que são bem mais hidratantes), de forma que terei de comparar com outros hidratantes esse sentido. Falo novamente que não houve nenhum resultado surpreendente: ele hidrata "normalmente". Mas talvez isso se deva ao fato de, como informa no site da Éh, ele ter toque seco (o que quer que isso signifique ^^" Quem souber, por favor, me explique).


Mesmo assim, acho que continuarei comprando dele, ou experimentarei o da Éh para mãos (que infelizmente é menorzinho, mas enfim). De uma forma geral, acho que acabarei optando por passar esses hidratantes mais fortes, para pés e mãos, no corpo (?).


Estou um pouco decepcionada, admito, porque após ter encontrado um creme que corresponde ao meu lado "vegano", queria poder falar maravilhas dele e fazer muuuita propaganda! XD Como para mim, entre a beleza e o correto, fico com o correto, garanto que continuarei a comprar dele. Ou pelo menos até arranjar um substituto à altura.

Beijos cremosos! ♥

Nenhum comentário:

Postar um comentário