domingo, 9 de outubro de 2011

Sobre grosserias na rua

Bom, de alguma forma nunca passei por isso (pelo menos não de forma que me marcasse), mas sei que existem muitos homens que mexem com a mulher que passar por perto. Acompanho um blog muito interessante chamado "Escreva Lola Escreva", de uma professora da UFC. Apesar dela ser professora e tal, o blog trata de coisas não-acadêmicas, especialmente preconceito, política, feminismo, mídia (e muitas outras coisas, nas quais pode-se incluir randomices como chocolate e bichos de estimação).

Eu estava colocando em dia minha leitura desse blog quando me deparei com essa postagem extremamente interessante, à qual aconselho a qualquer mulher ou homem a leitura. Chama-se "Grosserias na rua? Ninguém merece!" e trata exatamente do que comecei falando na postagem: o fato de, certas vezes, parecer que a mulher não tem o direito de ir e vir sem ser abordada com algum comentário grosseiro... Cujos quais, por sinal, homens denominam como "ELOGIOS". Alguns podem até ser elogiosos, mas há alguns que são simplesmente nojentos ou ofensivos.

Adorei a postagem, e também aconselho a leitura dos comentários abaixo (não todos porque são muitos, mas pelos menos alguns), pois neles muitas mulheres compartilham suas opiniões e situações humilhantes que viveram, além de algumas (uma em especial) defenderem a reação feminina, de fazer cara feia e mostrar aos caras que eles não podem mexer com alguém e saírem limpos. Transcrevo aqui um comentário, que realmente me chamou a atenção.

"Por que tanta grosseria? Por que eu não posso simplesmente viver minha vida sem esses nojentos me incomodarem? Por que eu não posso vestir a roupa que eu quero sem me agredirem, me humilharem. Cansei, agora é guerra.

Eu agora xingo, mostro o dedo do meio, não deixo passar mais. Eles vão saber que eu não gosto disso, e que eu vou me defender. Eu não sou uma boneca inflável andando na rua. E talvez se cada mulher se defender (na medida do possível e seguro, óbvio) isso comece a ser mais raro.

E esses nojentos se surpreendem quando eu reajo. Ficam sem saber o que fazer, onde enfiar a cara. Simplesmente não esperam reação. Eles não queriam saber se eu gosto, se eu não gosto, so queriam mostrar seu poder de machão.

E vc não sabe como eu me sinto livre quando eu reajo. Pra mim é uma atitude política.
"


Bom, até mais! Eu apenas gostei muito dessa postagem para não postar a respeito...

Beijos feministas! (?)

PS: Encontrei no Youtube dois vídeos bem interessantes que decidi disponibilizar aqui. O primeiro é do grupo de humor As Olívias, onde quatro executivas passam a hora do almoço em frente a uma construção.



Esse segundo é em espanhol, então infelizmente pode ser meio difícil de entender, mas tem legenda do que os homens falam.



Espero que gostem ^^

7 comentários:

  1. Odeio isso também, mas não tenho coragem de reagir não. Prefiro usar roupas pouco chamativas e ficar invisível. D:

    ResponderExcluir
  2. Sempre passei por esta situação chata, principalmente na adolescência, onde vestia estilos mais puxados para o punk ou gótico.

    O interessante foi ver a mudança, quando passei à sair de Lolita. Nunca mais recebi cantadas mal educadas. Pelo contrário, recebo frases como 'A senhorita está muito elegante' ou 'O seu estilo é muito f*da' (varia de acordo com a idade de quem os faz). O que considero verdadeiramente como um elogio.

    ResponderExcluir
  3. Amy, eu te entendo D: Acho que inclusive nunca chamei atenção na rua para esse tipo de comentário porque sempre tive o cuidado de ser discreta. Mas, sabe, tem horas que cansa a gente sentir que não pode se vestir como quer que já vem um idiota dando em cima... então estou tentando mudar essa minha atitude e usar o que eu gosto mesmo! ^^

    Nossa, Karine, que bom saber que lolita influencia nisso também! Embora um dos elogios citados tenha palavrão, eu encaro também como um elogio, até porque não se refere ao seu corpo, e sim à roupa que usa. Eu gostaria de ouvir um "a senhorita está muito elegante" um dia XD Tomara que eu consiga!

    Beijos perfumados às duas ♥

    ResponderExcluir
  4. eu acompanho esse blog tbm e gostei bastante do post pq praticamente todas as mulheres já passaram por isso
    Eu simplesmente ODEIO esse tipo de "elogio" pq na maioria das vezes o cara ta te avaliando como se vc fosse um pedaço de carne e ainda fazem aquele olhar como te fosse comer com os olhos x-x nojo eterno
    mas eu não me importo se for um elogio sem malicia nenhuma.

    ResponderExcluir
  5. Amanda, obrigada por postar aqui seu comentário ^^

    Admito que não sinto falta alguma de ser cantada na rua D: Claro que um elogio sem malícia alguma não causa nenhum mal-estar, mas esse tipo de comentário me parece tão raro...

    Também sinto muito nojo dessas situações x.x

    Beijos anti-malícia! ♥

    ResponderExcluir
  6. *o* olá Alice ^^ excelente post, muito legal. Mas acho que isso seria um ponto fraco, bom, não sei bem. A pessoa que é mais controlada, que sabe manter a calma e não se irrita facilmente eu as considero fortes. Mais, é verdade, deixar todo mundo zuar, também é fogo. Mesmo assim ainda vale o conselho de não se importar com quem não merece.
    Ah, meu nome é Sawaguchi, sou lolita iniciante, e estou tentando também divulgar meu blog, no qual comecei a pouco tempo. Brigada , bjs ♥

    ResponderExcluir
  7. Olá, Sawagushi ^^

    Obrigada pelo elogio à postagem... Sobre ser ponto fraco ou forte, acho que varia. Suportar com certeza meio que exige mais força, acho, mas o necessário é mostrar que essa atitude masculina realmente incomoda, porque só assim os homens ficarão sem-graça e pararão.

    Agradeço também por falar do seu blog, darei uma olhada nele.

    Beijos de bolo ♥

    ResponderExcluir